Resident Evil Especial - Ligando o passado com o futuro - Quinta parte

Coordenadas Games | 21:33 | 0 comentários


Continuando com o nosso especial sobre o Resident Evil que foi criado no objetivo de relembrar os pontos importantes dos jogos da série anotados anteriormente e trazer para a nossa atualidade, mas sempre observando o que a Capcom tem aproveitado e se tem feito de maneira satisfatória os games recém lançados de Resident Evil.

Pra você que não tem acompanhado nosso especial, não seja tímido reveja os artigos anteriores dessa série especial apontando os principais objetivos que liga o passado com o futuro em Resident Evil






Três meses, depois....
Os acontecimentos de Resident Evil: Code: Veronica, acontece três meses após a conclusão de Resident Evil 3: Nemesis. O que é interessante, claro, mas muito mais intrigante é o fato de que a Capcom realmente tem cronometrado as versões do jogo de acordo com "Nemesis" que estreou em novembro 99 e três meses depois, "Verônica" chegou em fevereiro de 2000. Isso é basicamente sobrepondo uns aos outros, quando comparado a praticamente todos os outros da franquia, assim como poucas empresas sonharia em pisar em seus próprios pés, posicionando duas continuações da mesma série tão próximas.

É um evento extremamente raro em qualquer caso e isso aconteceu porque Nemesis e Verônica foram realmente desenvolvidos lado a lado como projetos um tipo de irmã se assim dizer. Code: Veronica poderia até ter sido mais adequado para vestir a número 3, já que os eventos deste jogo tem o progresso da história principal, enquanto 3 saltou  um pouco ao redor da linha do tempo.
Redfields Reunidos
A trama aqui pega um gancho depois de RE2 onde a protagonista Claire Redfield fez sua fuga da cidade infestada de zumbi de Raccoon, apenas para se encontrar em uma ilha também cheia de zumbis. Além da mudança de cenário, porém é uma aventura a mais para nossa menina Claire, para se fortalecer na série, vagando por lugares obscuros, resolver quebra-cabeças, matar mortos-vivos e procurar seu irmão perdido Chris.


Você pode se lembrar que encontrar Chris também foi objetivo primário de Claire de volta em Resident Evil 2, o que significa que ela essencialmente falhou na sua missão e teve de continuar sua busca em um jogo totalmente diferente. Mesmo aqui em Code: Veronica, porém, Claire não consegue fazê-la agir em conjunto e acompanhar seu irmão, porém quando finalmente acaba parcialmente reunida por esta aventura, isso porque Chris conseguiu encontrar seu lugar no game. Os dois irmãos, em seguida, acabam dividindo a posição de herói jogável em cerca de 50/50.

A diferença no Dreamcast
Desde Code: Veronica que apresentou dois personagens jogáveis ​​que tinha tanto já atuado em jogos anteriores, e uma vez que foi desenvolvido ao lado de RE3, você provavelmente estaria inclinado ou pensando em supor que esta sequência manteve tudo em comum com seus antecessores também, que é um fato. Ah, mas é aí que há uma diferença de apenas três meses, fica ainda mais incrível, desde que a separação em um curto tempo de alguma forma facilitou um salto bastante grande no avanço da apresentação.

Code: Veronica foi desenvolvido para a Sega Dreamcast e levou vantagem de poder expandido o sistema e tornar cada ambiente do jogo em 3D. Longe onde os cenários pré-renderizados e ângulos de câmera estática dos títulos PlayStation, que foi substituído onde você pode ver os locais que Claire e Chris passam  a partir de uma perspectiva de forma não fixada. Algumas armas no jogo mesmo permitido nossos heróis a cair em uma visão em primeira pessoa para alvejar os zumbis de forma critica, isso é, acertando na cabeça, o que é um salto enorme em comparação com o "tipo de apontar apenas para cima ou para baixo" sendo um tiro muito impreciso dos jogos mais antigos.

Code: Veronica ganhou pontos introduzindo o sistema "dual wielding" que nada mais é a possibilidade de derrubar dois zumbis ao mesmo tempo.



Os efeitos da idade
Tudo isso com sentimento positivo e emoção só existe na memória mais, infelizmente, porque embora Code: Veronica fez grandes progressos e absolutamente avançado na série Resident Evil em 2000, não envelheceu nada ao longo dos últimos 12 anos. Você está familiarizado com as queixas comuns feitas, os comandos duros, o sistema de inventário com uma visão pesada.
O que realmente trouxe Code: Veronica a pontos negativos nesses últimos doze anos, têm sido decepcionantes ver as várias edições re-emitidas. Na Sega Dreamcast não durou muito tempo no mercado, o que levou a Capcom a deportar essa aventura para o PlayStation 2 em 2001, como Code: Veronica X (o "X" foi concebido para indicar conteúdo extra, mas realmente não havia muito extra, além de algumas cenas estendidas) o jogo mesmo, então foi enviado para GameCube da Nintendo mais dois anos mais tarde, o que teria sido excelente, exceto que a Capcom decidiu cobrar preço total para ele de novo, que por todo esse tempo pagar por um valor alto, por um jogo totalmente igual a suas cópias anteriores, infelizmente não valia a pena tal investimento.

Talvez o pior de todos foi o tratamento que este mesmo jogo recebeu a um ano atrás, no entanto, quando a empresa tratou em trazer de volta para mais uma rodada para PS3 e Xbox 360, através do bom e velho "remake HD." Não houve refilmagem sobre isso, porém, apenas um mínimo de remodelagem na imagem no entanto era o mesmo conteúdo da década do Dreamcast. No entanto continua a confundir minha mente, pessoalmente, porque a Capcom provou que poderia produzir um remake do Resident Evil o que fez de forma totalmente incrível, no caso do jogo original de 1996  para a sua lindamente atualizada versão de GameCube de 2002.


O Impacto sobre Resident Evil 6
Apesar de Resident Evil Code: Veronica foi justamente elogiado pelos fãs da série em sua estréia como uma evolução da franquia, a sua posição em retrospectiva torna a sequência menos impactante de todas. Indo por ordem no enredo, como temos feito através desta série de artigos. Além disso, tudo mudou. RE4 reescreveu completamente o livro, beijou as velhas origens de Resident Evil como, a visão da câmera, cenários os controles e disse adeus, totalmente reinventado a ...
... bem, não vamos entrar em detalhes agora. Mas fique atento, no nosso próximo especial de Resident Evil 4 que é nosso próximo alvo, na próxima semana.






Category : , , ,

0 comentários

Todos os comentários são automaticamente integrados ao site sem qualquer tipo de confirmação no entanto são todos moderados, podendo ser excluídos pelo moderador caso:

- Comentários ofensivos contra outros usuários
- Links desnecessários


Tirando isso, fique a vontade, deixe seu comentário, não seja tímido(a)

Obs: Os comentários são integrados a conta "Google" para melhor proteger a integridade do leitor. De créditos ao seu comentário...Valorize o mundo da blogosfera, pois você também faz parte dele :)