Resident Evil: Especial - Ligando o passado com o futuro - Segunda parte

Coordenadas Games | 15:52 | 0 comentários


O lançamento em outubro de Resident Evil 6 está cada vez mais perto e estamos pavimentando o caminho para a continuação da Capcom, repetindo todos os jogos, vendo alguns pontos interessantes que foram aproveitados pela Capcom que poucos conseguem ver, claro que é algo perfeitamente normal. Alguns dias atrás falamos de Resident Evil Zero e agora é hora do o original ou melhor, o seu remake de 2002 lançado para GameCube e Nintendo Wii.

Lembrando se você está chegando agora e não está acompanhando nosso especial acesse a primeira parte e reveja o nosso especial e volte no tempo junto conosco.



Visuais deslumbrantes
Como eu liguei o GameCube para re-experimentar o remake, fiquei impressionado com a semelhança minhas impressões hoje voltaram para aquele tempo na primavera de 2002. Este jogo foi, e ainda é, absolutamente deslumbrante. A versão original de Resident Evil para o PlayStation parece terrivelmente datada como os blocos hoje. Mas a Capcom conseguiu algum tipo de transformação mágica para o remake, porque cada aspecto do mesmo jogo brilha com brilho no relançamento.


Veja que não é desmerecido a antiga versão lançada para playstation. o game ganhou uma modelagem impressionante, mas manteve a história totalmente intacta.


Sério, voltar para Resident Evil e olhar para as texturas, os modelos de personagens, os efeitos de iluminação que foram totalmente modificados, foi perfeito. A qualidade é tal que eu diria que ainda é um desafio para as sequências modernas que estão sendo produzidos hoje - o que é um elogio para este jogo, Pois observe que muitos fãs estão de alguma maneira desapontados pelas recentes versões de Resident Evil que para alguns ou grande parte diz que o game que outrora era um game de terror virou um jogo de ação, claro que não se pode desmerecer os novos games da série Resident Evil, já que nosso ponto neste momento é os os cenários visuais, que particularmente bem mais intrigantes e assustadores do que os atuais.
O remake tem sido importante no longo prazo, porque serviu para reiniciar toda a série - visualmente, pelo menos. Estes gráficos tornou-se um novo padrão pelo qual todas as parcelas futuras da série seria comparado. A fundação de cada game da série desde então foi inspirado.


Choques e sustos
Vamos correr com o tema dos cães zumbis por um momento a mais - porque, como qualquer bom jogador de Resident Evil sabe, os caninos em decomposição foram responsáveis ​​por, provavelmente, o melhor momento de estado de choque e assustando muita gente no inicio do jogo. Repetindo o remake de hoje se sente diferente nesta área, e de forma compreensível uma vez que os mesmos eventos acontecem nos mesmos momentos que raramente deve obter as mesmas respostas de um jogador se assustar. Desta vez eu não estava assustado com os cães, porque eu sabia que eles estavam vindo. Entrei que no mesmo corredor, avancei com a minha arma na mão e comecei a mandar bala sem que eles pudessem me morder.


Selecione seu S.T.A.R.S.
Resident Evil - mesmo a versão original - sabiamente incluiu dois diferentes personagens jogáveis. Você poderia escolher Jill Valentine, o S.T.A.R.S. Membro Alpha Team, única mulher. Ela veio equipado com um lockpick especial que fez a explorar a mansão cheia de zumbis de mais fácil, e ela também é embalada a um toque a mais no combate. (Todo o tempo balançando uma boina assassina Uiiii.)

Alternativamente, você pode selecionar Chris Redfield, uma escolha que faz os desafios na mansão ainda mais difícil - uma vez que ele não tem acesso a esse lockpick é necessário, em vez disso, encontrar um conjunto de chaves antigas para alcançar as mesmas áreas que a Jill poderia simplesmente abrir como uma passe de mágica, ou melhor com um lockpick. Chris fez-se por sua falta de abertura de portas mas ganha por ser bem versátil e suportar maiores ataques.


Concessões de controle
Para mim, ainda é difícil lidar com Resident Evil o esquema de controle é estranho - pressionando para a esquerda e para a direita, girar seu personagem, enquanto segura para cima e para baixo, mover para a frente e para trás, independentemente da direção que você está enfrentando. Mas desde que esta é uma versão retocada do primeiro jogo, eu sou de alguma forma, mais capaz de aceitar as suas deficiências. Era o problema do PlayStation, não da Nintendo. Curiosamente, porém, o remake incluíu uma opção de controle alternativo que tornou as coisas mais fáceis de lidar. "Controle de tipo C" onde seu herói realizava os movimentos com o botão R. Então você pressiona levemente o R para começar a andar, ou segurar o botão por todo o tempo para começar a andar, permitindo que você vire durante a execução - uma ação que antes era impossível.

Eu experimentei com Tipo C desta vez e descobri que, enquanto ainda é estranho, ele realmente me ajudou a manobrar através da mansão com mais facilidade. A rápida mudança de ângulos da câmera de cinema são mais fáceis de aceitar, já que agora eu sei que eu posso apenas segure R para executar.


Revisões Finais
Além dos gráficos mais bonitos, o novo esquema de controle alternativo e minhas revelações pessoais sobre a sabedoria de incluir dois personagens jogáveis, indo de volta para o remake pela uma última vez permitiu-me apreciar melhor os ajustes, alterações e adições feitas pela Capcom quando foram mais elaboradas e aprimorada. É fácil para mim apreciar as coisas como as mudanças nas áreas de layout e os extras quando comparado com o original. Mas outros extras - como itens do jogo de defesa adicionados onde você tem a opção se caso for pego por um zumbi você teria um ligeiro escape usando facas, armas de shock e até mesmo granadas que colocadas na boca dos zumbis e com um tiro, fazendo um belo estrago.


A adição desses itens evidenciado é um elemento muito importante por que o remake se tornou um sucesso para a Capcom, e por que a série Resident Evil como um todo cresceu e prosperou ainda mais depois de seu lançamento, afinal eles estavam pensando no jogador novato, mas se você é um veterano, ótimo. Você não tem que usar os itens de ajuda, mas eu, por exemplo, sou grato por eles mesmo sendo veterano.

Impacto sobre Resident Evil 6
Resident Evil 6 não poderia acontecer sem a existência da aventura original, mas, além de que os laços de voltar para este jogo será aparente, quando todos estão esperando para a nova sequência que chega em outubro. A franquia ainda está contando com a história do mesmo núcleo que começou aqui. A traição de Wesker ainda vai ser sentida através das ações de seu filho. Chris Redfield está andando para a batalha com uma força da linha de frente para combater essas hordas de zumbis, e RE6  mais uma vez apresenta vários personagens jogáveis ​​com cenários que se entrelaçam uns com os outros - empurrando para mais longe do que nunca.

Sim, ainda é fácil de localizar esta franquia de volta às suas raízes o que é um crédito para a Capcom, por ter consistência em sua visão para marcar ao longo dos anos. É um crédito a mais para o Resident Evil Remake da Nintendo, em particular, por ser um  jogo que colocou uma grande faísca para trazer todos os outros jogos da série algum dia.








Category : , , , , , ,

0 comentários

Todos os comentários são automaticamente integrados ao site sem qualquer tipo de confirmação no entanto são todos moderados, podendo ser excluídos pelo moderador caso:

- Comentários ofensivos contra outros usuários
- Links desnecessários


Tirando isso, fique a vontade, deixe seu comentário, não seja tímido(a)

Obs: Os comentários são integrados a conta "Google" para melhor proteger a integridade do leitor. De créditos ao seu comentário...Valorize o mundo da blogosfera, pois você também faz parte dele :)